Pular para o conteúdo principal

Choose Your Language - by Google

Opinião - A César o Que É de César

A quem pertencem o sítio em Atibaia e o apartamento Triplex no Guarujá? Quanto a isso não deveria haver nenhuma discussão atualmente. Os imóveis pertencem legalmente àqueles detentores das escrituras oficiais registradas em cartório. O Triplex ao que tudo indica pertence a empreiteira OAS. Do sítio constam como proprietários legalmente estabelecidos os  empresários Fernando Bittar e Jonas Suassuna, seu sócio no empreendimento. Os imóveis definitivamente não são do ex-Presidente Lula. A discussão sobre a propriedade destes imóveis tem servido como uma cortina de fumaça para ocultar o que realmente importa saber. As diversas versões e contra-versões apresentadas à imprensa para explicar as propriedades são de menor relevância no contexto do que interessa.

O sítio em Atibaia e o Triplex não são do ex-Presidente, mas, a se confirmarem os indícios, as benfeitorias feitas nestes imóveis são do Lula. O que realmente interessa é saber se as empreiteiras envolvidas nas investigações teriam feito as obras milionárias que fizeram nos dois imóveis se o ex-Presidente Lula e sua família não os frequentassem ou não demonstrassem nenhum interesse neles. Se as melhorias foram dadas de presente por empresários que mantinham contratos bilionários com o governo do qual Lula foi o principal signatário.
Leia Também:
A se confirmar que, o que motivou o surto de altruísmo pelo qual os empreiteiros se dispuseram a arcar com um prejuízo milionário no balanço de suas empresas foi a presença da família do ex-Presidente nestes endereços, pode-se concluir que as benesses milionárias são sim do ex-Presidente Lula.

É preciso que se respondam a três perguntas óbvias:

- Tal arroubo de desprendimento por parte dos empresários seria possível se não estivessem envolvidos os interesses da figura mais importante da República nos últimos tempos?

- Os empreiteiros teriam feito de bom grado, e gratuitamente, as reformas milionárias no sítio para os reais proprietários, se eles não tivessem disponibilizado o imóvel à família do Lula?

- A empreiteira OAS teria feito as adequações no Triplex do Guarujá se o interessado na compra do apartamento fosse outro que não o ex-Presidente da República?

Se a resposta a estas três perguntas for não, forçoso é admitir que, embora os imóveis não pertençam legalmente à família do ex-Presidente, as benesses que neles foram feitas sim, estas pertencem ao Lula. Esta a questão real que tem sido deixada de lado. Porque, se as benfeitorias foram feitas para e por causa do ex-Presidente, elas pertencem a ele e pertencem porque lhe foram dadas de presente. E, se foram dadas compensações milionárias de presente a um ex-Presidente da República, não se pode desconsiderar a motivação mais plausível para tal desapego por parte daqueles empresários.

Eles deram as reformas de presente ao ex-Presidente porque tinham interesse nos contratos bilionários sobre os quais o partido político ao qual pertence o  ex-Presidente teria total controle para estabelecer as regras licitatórias, eventualmente favorecendo a alguns empreiteiros em detrimento de outros.

Ou então eles são mesmo demasiadamente altruístas e teriam feito as melhorias até se os frequentadores interessados fossemos eu e você.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Economia - O Conto do Vigário

Ninguém sabe ao certo como começou nem a origem do nome. Mas quase todo mundo sabe como funciona o Conto do Vigário. Alguém aparece com a promessa de lucro mirabolante. E tudo o que se tem de fazer é um pequeno investimento para levar uma grande vantagem. O folclore popular conta a história de um vigarista que, há muito tempo, convenceu uma rica família carioca de que seria procurador dos herdeiros do francês que projetou o Cristo Redentor. E vendeu o para os ricaços, prometendo que eles passariam a ter os direitos sobre a visitação da estátua.

Economia - O Brasil e a Construção Naval

Em setembro de 1997 o BNDS expediu um relatório que pretendia expor as razões da derrocada da atividade de Construção Naval no país que fez com que caíssemos da 2ª posição no ranking mundial, e 1ª na América Latina, deixando mesmo de figurar entre os 20 países melhor colocados. O conhecimento de tal relatório é de importância fundamental para os que querem entender em que pé nos encontramos agora que retornamos ao cenário mundial e levantamentos indicam que ocupamos a 6ª posição no ranking. 
Porque, apesar de ter sido elaborado há quase 20 anos, o relatório traz informações aplicáveis a atual conjuntura. Entre outras coisas ressalta-se a certeza de que não aprendemos nada com os erros do passado. Continuamos a apostar no protecionismo  e no comprometimento do Estado em prol da incapacidade administrativa dos donos de Estaleiros e Armadores nacionais. Com resultados bastante previsíveis.

Política - E Agora?

Com 61 votos a favor e 20 contra foi aprovado o afastamento definitivo da Sra. Dilma Rousseff na tarde de quarta-feira, dia 31 de agosto. Os que eram contrários ao processo contra a Ex-Presidente acordaram hoje, dia 1º de setembro, perguntando o que foi que mudou com o impeachment. Argumentam que ainda estamos na mesma situação de ontem, como se uma noite fosse suficiente para desfazer todos os equívocos perpetrados ao longo de 13 anos.

Mas o que realmente mudou a partir da efetivação definitiva de Michel Temer na cadeira da Presidência?