Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2015

Choose Your Language - by Google

Economia - Fim do Plano Real

A base fundamental do Plano Real foi a credibilidade
Credibilidade! Uma palavra muito debatida ultimamente. As pessoas precisam acreditar que você seja capaz de cumprir aquilo que promete. Quando você abre uma conta em um banco por exemplo, você precisa mostrar que é a pessoa que diz ser e que reside onde diz que mora. Mas principalmente, precisa provar que ganha aquilo que declara em termos financeiros, afinal bancos vivem de guardar o dinheiro dos outros e, se não houver dinheiro para guardar, um banco não se interessará por você. Não tendo dinheiro em um banco, dificilmente um banco lhe dará algum crédito. O tamanho do crédito que você pode ter vai depender de quanto você pode guardar no banco.
Neste contexto, o que seria crédito afinal? Nada mais do que acreditar que o potencial indicado pela penca de documentos que você apresentou ao abrir a conta é verdadeira.
É redundante mas, para lhe dar crédito as pessoas precisam acreditar em você.

Justiça - Fatiamento da Lava-Jato

No caso Gleisi Hoffmann, houve o "fatiamento" do esquema e não da Lava-jato  Voltar à vaca fria sempre é bom. Até para fugir um pouco ao calor das discussões, quando todo mundo quer ter razão e ninguém ouve ninguém. No caso do alegado "fatiamento" da Lava-Jato voltar ao assunto se torna oportuno, na medida em que encontramos ainda muitas deturpações devidas à incompreensão dos trâmites jurídicos que envolve as investigações. Hoje mesmo havia um "meme" nas redes sociais acusando ao Sérgio Moro de estar "aliviando" a carga para cima do Eduardo Cunha. Quem publicou tentava indispor a opinião pública contra o trabalho do juiz, evidentemente contando com a confusão que a maioria das pessoas fazem com a questão do "foro  privilegiado" que, por sua vez, tem tudo a ver com as notícias do "fatiamento" das investigações.

Educação - Eu, Professora

Por Valéria Moura
Eu, Professora Tudo começou em 1980.
Eu era adolescente, e logo conheci prós e contras que a carreira apresenta...
Fazia estágio do curso Normal em uma carente e problemática escola estadual...
Fui me apaixonando e me desesperando.
A alegria de ajudar na alfabetização, ia se contrapondo com as inúmeras dificuldades que necessitavam mais do que eu poderia dar de verdade...
Faltava minha competência técnica e dos governantes,o compromisso político.
Eu não resolveria o problema apenas com meu pouco conhecimento e coração amigo...