Pular para o conteúdo principal

Choose Your Language - by Google

Jornalismo - As Imagens e a Idolatria Surda

"Guardai, pois, com diligência as vossas almas, pois nenhuma figura vistes no dia em que o Senhor, em Horebe, falou convosco do meio do fogo;
Para que não vos corrompais, e vos façais alguma imagem esculpida na forma de qualquer figura, semelhança de homem ou mulher."


Manipulação política usa a adoração de imagens para deturpar a simbologia artística da representação


Os hebreus contaram há milhares de anos em seus escritos sagrados sobre como seu Deus se achegou a eles,  mediante seus profetas, e os proibiu terminantemente de adorar a imagens. Recentemente tivemos um exemplo contundente do quanto a adoração de imagens pode se tornar tão perniciosa ao ponto de despertar os instintos assassinos do mais pio dos religiosos, dando razão aos profetas.

Notícias sobre agressões homofóbicas

Fez sucesso nos jornais e por toda a internet a foto da transsexual que "ousou" desfilar na Parada Gay de São Paulo representando uma figura semi nua, ensanguentada e crucificada. Por conta da associação imediata da performance artística com a conhecida imagem da crucificação de Jesus exposta em todas as igrejas católicas a atriz Viviany Beleboni, de 26 anos, sofreu os mais diversos ataques e ameaças por toda a internet vindas até mesmo de não católicos, para quem as imagens usadas na liturgia católica sempre foram alvo de críticas acirradas.


Em um dado momento um meme com a falsa notícia de que ela teria sido assassinada, mostrando uma foto do que seria seu cadáver encontrado nu com os braços abertos em um terreno baldio, chegou a ser comemorado por cristãos fervorosos. Chegaram ao cúmulo de atribuir o suposto desfecho trágico à interveniência de seu amoroso Deus. "Com Deus não se brinca" bradaram aos sete cantos da internet pelas redes sociais afora. A maioria dos religiosos cristãos deveria estar envergonhada pela reação dos que dizem comungar da mesma fé. Esse Deus que esses muitos (porque foram muitos) dizem adorar definitivamente não é aquele mesmo Deus de amor, da compreensão e da ternura o qual Jesus teria anunciado na Galileia. Se fosse, quiça eles seriam mais tolerantes.

Os que idolatram imagens tendem a se apossar de seu objeto, não permitindo que se lhes faça qualquer outra alusão senão aquela que eles convencionaram. E aí reside o perigo da adoração de imagens. Na interpretação do significado da imagem. Quando não se distingue a diferença entre o objeto representado e a imagem pessoal que se tem dele. Para o adorador de imagens toda imagem idolatrada por ele só pode ter como objetivo o de ser adorada e qualquer aparente distorção  dada ao significado daquela imagem poderá ser digno de um apedrejamento moral, quando não beiramos à barbárie do apedrejamento físico.

"Perdoa-os Viviany. Eles não entendem o que dizes."



Viviany Beleboni explicou em entrevista que quis com sua representação (ela é atriz) expor o sofrimento e a perseguição a que estão sujeitos muitos homossexuais. Um sofrimento que por vezes chega às vias da execução sumária de pessoas cujo único crime é ser diferente da maioria. Nisso ela viu a analogia dos tantos mártires mortos pela crucificação no passado, entre os quais o Jesus Nazareno certamente é o caso mais conhecido, embora saibamos que ele não foi o único a ser mortificado desta maneira, entre tantas outras formas de martírio que a intolerância humana pode imaginar. Mas quem adora a própria imagem que faz das imagens não pode alcançar a amplitude do tudo que uma imagem pode significar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Economia - O Conto do Vigário

Ninguém sabe ao certo como começou nem a origem do nome. Mas quase todo mundo sabe como funciona o Conto do Vigário. Alguém aparece com a promessa de lucro mirabolante. E tudo o que se tem de fazer é um pequeno investimento para levar uma grande vantagem. O folclore popular conta a história de um vigarista que, há muito tempo, convenceu uma rica família carioca de que seria procurador dos herdeiros do francês que projetou o Cristo Redentor. E vendeu o para os ricaços, prometendo que eles passariam a ter os direitos sobre a visitação da estátua.

Economia - O Brasil e a Construção Naval

Em setembro de 1997 o BNDS expediu um relatório que pretendia expor as razões da derrocada da atividade de Construção Naval no país que fez com que caíssemos da 2ª posição no ranking mundial, e 1ª na América Latina, deixando mesmo de figurar entre os 20 países melhor colocados. O conhecimento de tal relatório é de importância fundamental para os que querem entender em que pé nos encontramos agora que retornamos ao cenário mundial e levantamentos indicam que ocupamos a 6ª posição no ranking. 
Porque, apesar de ter sido elaborado há quase 20 anos, o relatório traz informações aplicáveis a atual conjuntura. Entre outras coisas ressalta-se a certeza de que não aprendemos nada com os erros do passado. Continuamos a apostar no protecionismo  e no comprometimento do Estado em prol da incapacidade administrativa dos donos de Estaleiros e Armadores nacionais. Com resultados bastante previsíveis.

Política - E Agora?

Com 61 votos a favor e 20 contra foi aprovado o afastamento definitivo da Sra. Dilma Rousseff na tarde de quarta-feira, dia 31 de agosto. Os que eram contrários ao processo contra a Ex-Presidente acordaram hoje, dia 1º de setembro, perguntando o que foi que mudou com o impeachment. Argumentam que ainda estamos na mesma situação de ontem, como se uma noite fosse suficiente para desfazer todos os equívocos perpetrados ao longo de 13 anos.

Mas o que realmente mudou a partir da efetivação definitiva de Michel Temer na cadeira da Presidência?