Pular para o conteúdo principal

Choose Your Language - by Google

Política - O Crepúsculo

Dilma ainda despacha mas não está mais no poder


Crepúsculo Político de Dima no poder
A revista inglesa The Economist publicou no último dia 25 de abril uma matéria onde se refere a presidente Dilma Rousseff como "O Fantasma do Planalto" e faz referência à pesquisa DataFolha onde 63% dos entrevistados se diriam a favor de seu impeachment. 

O artigo justifica o título primeiro com o fato de a presidente ter sido constrangida a entregar o controle da economia a um economista da Escola de Chicago que agora se ocupa do corte de gastos e subsídios o que seria, ainda segundo a revista, um verdadeiro anátema para o PT. Joaquim Levy teria pela frente o desafio de recuperar a credibilidade na economia brasileira junto ao mercado externo.

A revista avalia que a presidente  na prática teria perdido a rédea política do governo para o PMDB em duas frentes cruciais:

Quando o deputado Eduardo Cunha teria "esmagado" o candidato do PT na disputa pela presidência da Câmara, e depois, quando abriu mão da articulação junto aos aliados entregando a pasta da coordenação política ao seu vice Michel Temer.

A revista afirma que Dilma Rousseff, apesar de ainda ocupar o gabinete, já não teria o poder para decisões importantes e lembra que ela ainda está no começo de seu mandato tendo mais quatro anos pela frente, se resistir até lá. A revista conclui a análise se perguntando se a presidente seria capaz de concluir seu mandato.

(Nota de esclarecimento ao leitor: Este artigo foi reescrito, em substituição à tradução integral da matéria, após sermos informados estar incorrendo na violação de direitos autorais pela The Economist
Pedimos sinceras desculpas pelo inconveniente causado por um erro primário deste editor)

 A matéria pode ser lida na íntegra, em inglês, no site da revista:

https://www.economist.com/news/americas/21649520-dilma-rousseff-office-no-longer-power-ghost-planalto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Economia - O Fundo do Poço

No final de 2015, até meados de 2016, muitos torciam para chegarmos logo ao fundo do poço, na esperança de que, não tendo mais para onde descer, começássemos a subir. Os mais pessimistas avisavam que seria bom não encontrarmos um lamaçal que nos prendesse no fundo por muito tempo.

Justiça - Ineditismos

Mais uma vez o Judiciário se vê envolvido em polêmicas, sendo acusado de interferir no funcionamento do poder Legislativo. Uma acusação grave, que coloca em questão o princípio básico da autonomia dos poderes constituídos.

Opinião - Cleptomania Não É Crime

Comecemos pelo óbvio. Embora a cleptomania não seja um crime, pode levar as pessoas a cometer um crime tipificado no código penal. Dependerá de um juiz aceitar ou não a alegação do distúrbio como atenuante, mas o fato é que, uma vez que a pessoa roube, ela cometeu um crime. Então vamos repetir para não perder o fio da meada: cleptomania não é crime, mas o ato de roubar mesmo quando provocado pela compulsão é.