Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Choose Your Language - by Google

Filosofia - Análises Cínicas

Muito tenho lido da opinião de simpatizantes do Cinismo enquanto conceito filosófico e ainda me surpreendo ao observar que a maioria dos que estudam Diógenes de Sínope se prendam muito mais a uma atitude mitológica muitas vezes descritas como mal compreendida perante seus contemporâneos, do que propriamente a alguma reflexão filosófica que se possa extrair de seu comportamento peculiar. Não creio que tenham sido as bravatas atribuídas a Diógenes que o tenham alçado ainda em vida ao patamar de filósofo respeitado.

Filosofia - "Eu Só Sei Que Nada Sei"

Responda rapidamente: quem disse a célebre frase que tem ocupado a mente de filósofos e pensadores de nosso tempo?

Esta frase tão famosa tem sido injustamente usada por alguns para exemplificar a essência doagnosticismo, conforme proposto nos primórdios da filosofia moderna. Alegar que nada se sabe tornou-se quase como um mantra pelos pretensos iniciados na arte da análise crítica do conhecimento. Em vista destas observações, você talvez esteja entre os que acreditam piamente que foi Sócrates quem afirmou ser sábio por saber que nada sabe. Mas perceba que você pode ter sido enganado por todo o tempo em que teve esta certeza.

Sócrates nunca disse esta frase!

Opinião - "A Sociedade Despedaçada"

Desde que foi usada por Sartre, em sua defesa aos intelectuais, a sentença tem sido tomada em vários sentidos diferentes por diversos setores da sociedade. Mas talvez nunca tivesse sido tão apropriada quanto no uso recente por David Cameron, Primeiro Ministro da Grã Bretanha. Ele declarou em discurso oficial que "a sociedade despedaçada voltou ao topo da agenda [do governo]".

Filosofia - 36 Argumentos Para a Existência de Deus

Lançado no Brasil pela Companhia das Letras o livro da doutora em filosofia Rebecca Goldstein, "36 Argumentos Para a Existência de Deus". O livro, traduzido por George Schlsinger, tem 536 páginas nas quais a doutora Goldstein pretende lançar as bases para um debate franco sobre os principais argumentos usados para defender racionalmente ao Deus Abraâmico, como ela define.